Incomodado com a seca? Pois você PODE fazer algo para reverter.

A falta de chuvas está chegando a níveis críticos, e as causas pra isso são várias. Vai do crescimento do espaço urbano e da especulação imobiliária, passando pelo agronegócio, até a falta de políticas públicas que poderiam minimizar os danos, dentre outras razões.

Nesse contexto, o cidadão comum, com um raio de ação restrito em relação ao poderio de grandes empresas e políticos, poderia pensar que não pode fazer nada para reverter esse processo e zelar pelo meio ambiente.

Bem, pode sim: aderir a dieta VEGETARIANA (escrita em caixa alta para chocar os distraídos. Dizendo a mesma coisa de forma incisiva, seria: não se alimentar mais de carne).

se um vegetariano deixar seu chuveiro ligado por 24 horas, durante os 365 dias do ano, ele gastará MENOS água que alguém que se alimente de carne.

Abaixo, listo algumas informações para embasar tal afirmação (para os devotos do “bacon é vida” ou “f%$#-se os vegans”, mimimis serão ignorados. Como não fico apontando o dedo para o prato de ninguém, tenho liberdade para pedir respeito).

CONSUMO DESENFREADO DE TERRA: “De acordo com um estudo divulgado em 2011 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 62,2% dos 720 quilômetros de áreas desmatadas na floresta amazônica foram ocupados por pastagens. O mesmo cenário se repete em áreas da Mata Atlântica e de outros biomas essenciais para a biodiversidade brasileira a mundial”. (Fonte)

CONSUMO DESENFREADO DE ÁGUA: Com 15.500 litros de água, necessários para produzir um quilo de carne bovina, se produzem 12 quilos de trigo ou 118 quilos de cenoura. (Fonte).

Uma outra forma de acessar esse dado acima: se um vegetariano deixar seu chuveiro ligado por 24 horas, durante os 365 dias do ano, ele gastará MENOS água que alguém que se alimente de carne. (e aqui, me refiro apenas à água que o animal bebeu, sendo que há questões indiretas, como a água de irrigação da soja que ele comeu, a área de pasto que gera uma espécie de “tapete” que impede a água da chuva de atinjir os lençóis freáticos, etc.)

Daí um incauto diz: mas a maior parte das plantações é de soja? Então ele imagina que, se vegetarianos comem soja, logo, os vegetarianos são os grandes responsáveis pelo dano ambiental. Certo? Bem, ele só esqueceu de completar que quase toda essa soja é destinada a pecuária, ou seja, ela é plantada em larga escala para virar ração de gado. Na verdade, mais de 40% da produção global de diversos grãos, como soja, trigo, centeio, aveia e milho são destinados a alimentação de gado de corte. (Fonte)

Deixar de comer carne não é só modinha hipster, ou frescura, ou capricho. Pode ser preocupação com a saúde. Mas, acima de tudo, é uma ação efetiva a favor do meio-ambiente. Como naquela fábula do passarinho que pega um pouco d’água no seu pequenino bico, despejando-a no imenso incêndio que ameaça sua amada floresta (e claro que mencionar essa historinha aqui não tem nada de gratuito…).

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.